• 20 MAR 17
    • 1
    VIDA – Blog do Chico

    VIDA – Blog do Chico

    Eu não me culpo de conseguir enganar a morte em seus aspectos ou formas e não me culpo também de gostar de viver.

    Eu me infiltro pelas vias e veias que a vida me dá refletindo assim os instintos da lei da sobrevivência que necessito, mas não consigo ainda entender os reflexos de desilusões ou sentimentos mesquinhos de não conseguir imaginar o amanhã.

    Ouvi ontem de minha avó uma frase sobre sua idade e que já tinha vivido o bastante e sua ideia de que partir estaria próximo, o que me impressionou, pois existem épocas em que parece que escutamos alguém nos chamar e não temos como responder.

    Eu fiquei pensando se isso não seria um chamado da vida para relembrar e pensar que isso tudo tem sentido, pois ela tem sim e como tem.

    Lembrei-me de uma conversa em um fim de tarde com meu avô, no hospital em que ele esteve internado pela última vez a alguns anos atrás, ele me disse: – é muito bom viver, pena que um dia, tenhamos que ir embora. Aquilo me entristeceu e me alegrou ao mesmo tempo, a vida tem duplo sentido, algumas vezes.

    Lembro também dos meus dias de hospital, quando conseguia imaginar como sairia daquela situação, nunca pensei em sequelas da EM ou que me comprometessem para continuar a viver e curtir uma vida igual a que eu tinha antes, eu só tinha esquecido um detalhe, outras pessoas sabiam o que tinha acontecido comigo, devia ter tentado manter mais em segredo, assim não pensariam que seria incapaz de fazer muitas coisas ou até melhores do que antes, como ocorreu.

    Ser um sobrevivente a tudo isso, todos os dias, nos condiciona a refletir melhor sobre amizades, amor e compaixão. Nos deixa mais fortes para a guerra, para o revide, para combater o mal que nos aflige, para colocar em pauta nossas opiniões, para nosso VIAJANTE DE DESERTOS, de uma forma ou de outra manifestar e mover o mundo para assim não sermos uma simples lembrança ou uma estatística de uma complexidade que muitas vezes nós colocamos por não acreditarmos em continuidade.

    A maioria de nossos semelhantes não quer enfrentamento para não saber de suas falhas, pois quem aceita ou quer admitir alguém que realmente saberia viver melhor? Nesses anos todos, levei para dentro de mim, tudo aquilo que me fez refletir VIDA, mesmo sendo em uma fase difícil, com uma desilusão, um não reconhecimento profissional, um amor não correspondido ou uma vida que ainda não se deu por satisfeita.

    Basta eu lembrar um sorriso, uma mensagem de bom dia, um abraço, um telefonema, uma viagem, uma amizade sincera,  um aceno positivo, um parabéns, um desafio superado, uma vitória, uma alegria, uma gargalhada, um olhar, um até logo,  um Adeus, um Eu também te amo,  um cheiro ou sabor que me leve a lembranças, de um motivo para sempre continuar.

    Uma vez uma pessoa de muita fé e luz, de idade já avançada, me disse que bastava eu sentir apenas um toque ou uma suave brisa em meu rosto para continuar a viver, eu tinha apenas 17 anos quando ouvi isso, então desejei que todos os dias isso acontecesse, seja da forma ou do jeito que vier, não importa, minha alma essa sim é imortal. E a sua? GOOD VIBES.

    Leave a reply →
  • Posted by Patricia on 21 de março de 2017, 16:18

    Que texto lindo Chico. Até ontem eu não conhecia essa doença, assisti 100 metros e passei q ter conhecimento. Parabéns, seu texto é muito inspirador! Beijos, muita luz!!!

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply