• 17 NOV 17
    • 17
    Sofrer

    Sofrer

    Agradeço a todos pela solidariedade que prestaram a mim, lendo e refletindo o texto passado.

    Este aqui é mais uma reflexão, um eco dos menus pensamentos.

    Desculpem o momento para mim não é bom. Vago por caminhos escuros e confusos, escrever me ajuda e fortalece o sentido de aprender.

    Todos nós, já tivemos momentos ruins, dos quais gostaríamos de esquecer.

    Um relacionamento que não deu certo, uma frustração no trabalho, uma palavra mal colocada e ofensiva, uma doença , um sonho de futuro e a lista assim vai…

    Entretanto, temos que focar naquilo que TEMOS, não naquilo que NÃO TEMOS.

    Nesses anos  de convivência com vocês: amigos e conhecidos, com a família humana; aprendemos que o sofrimento é comum, e nos torna pertencentes a um grupo. Explico melhor, esse é um sentimento, gregário, de grupo, que é compartilhado por nós todos, estranhos no seu próprio ninho.

    Sofrer, seja lá qual for o motivo, é um ato comum, no qual cada um acha um meio de enfrentar.

    Uns viajam, passeiam, descobrem no lazer seu curativo. Outros trabalham e  se entretém com tarefas diversas. Uns se dedicam às orações, a uma força superior. Não importa bem, como todos acham um jeito de lutar nas situações difíceis e frustrantes…

    Se o sentimento de tristeza é nosso, também a estratégia de luta de cada um é nossa. Aos trancos e barrancos conseguimos nos safar da angústia. Quebradinhos ou não, temos nossas lutas, vitórias e derrotas.

    O importante é continuar lutando, usar a cabeça que temos para pensar em soluções racionais e o coração para amar o próximo e a si mesmo.

    Desculpem esse desabafo-reflexão, mas é o que consegui escrever para hoje…

    Como disse o poeta Carlos Drummond de Andrade, sabiamente, a  dor é inevitável, mas o sofrimento é uma opção para a humanidade.

    Leave a reply →
  • Posted by Ana Maria Saraiva Rolim on 17 de novembro de 2017, 20:17

    Bravo Rê!!! Texto excelente

    Reply →
  • Posted by Greg on 17 de novembro de 2017, 20:26

    Força! Momentos difíceis vem e vão. Mesmo para quem não é quebradinho. Continue com a tua coragem!

    Reply →
  • Posted by Suzete on 17 de novembro de 2017, 21:36

    Estamos juntas! Sempre!

    Reply →
  • Posted by clery penedo. on 17 de novembro de 2017, 22:08

    Olá minha colega de jornada, junto com outras tantas, mais uma vez lhe dou parabéns pela maneira perfeita ou quase perfeita que coloca um sentimento recíproco.

    Reply →
  • Posted by Teresinha on 17 de novembro de 2017, 22:48

    Regininha, o texto é de mt sensibilidade. O melhor está no final deixando entrever a Esperança. Gostei mt, mt!!

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply