• 17 JUN 16
    • 0
    O amor! –  Blog da Camilla

    O amor! – Blog da Camilla

     

    Em tempos de tantas notícias tristes e após pouco tempo passado do dia dos namorados, eu como uma apaixonada assumida que sou não posso deixar de falar sobre esse tema tão maravilhoso!!!

    O amor…. ah como eu queria que o amor fosse aquele sentimento vivido, sentido e posto em prática a tudo e a todos….

    Mas infelizmente nos tempos de hoje (digo isso apenas, pois é no tempo de hoje que vivo e não tenho como dizer de antigamente) acredito que o mau da humanidade é a falta de amor no coração! São tantas maldades, crueldades e egoísmo sendo praticado que penso…. “Não é possível que este ser tenha um pingo de amor em seu coração”!

    Falar de amor não significa amar o outro apenas, mas sim amar a si mesmo, até porque não creio poder amar ao outro sem se amar! Esse amar a si próprio pode nos curar, pode nos levantar, pode nos fazer acordar para vida!

    Quando recebemos um diagnóstico ou qualquer outro trauma, acredito que a primeira coisa que desaparece é o amor próprio… hum…. ou ele realmente desaparece, ou nunca se teve (acredito também que esse é o caso de muita gente) ou ainda ele meio que adormece! No meu caso, o meu amor próprio realmente adormeceu. Na verdade, ele hibernou, rs…

    Também com tantas mudanças de vida: pessoal, financeira e etc; era difícil manter esse tal amor próprio.  Mas confesso que quando permiti que meu amor próprio hibernasse, sofri muito e por tudo! Não via solução para nada, me achava o pior ser e mais feio ser que existia na face da terra, nada me ajudava, comecei a engordar horrores, tinha que me adaptar as minhas novas limitações, tive que parar de dirigir, tive que gastar horrores com remédios e tratamentos e etc e tal. Mas vejam bem, depois de muitas sessões de psicologia (esse é um tema que vou falar em particular mais para frente), pude notar que sem o amor próprio que sempre tive e até então tinha deixado hibernar eu só estava me afundando e ao invés de ir atrás de soluções para meus novos problemas e estava me deixando piorar com cada um e só reclamando mais e mais!

    Pude notar que sem meu amor próprio estava afastando os meus amigos e familiares. É lógico, eu estava chata demais, se nem eu estava me aguentando como os outros poderiam me aguentar?!

    Então peguei o Amor Próprio e o acordei e ele acordou com força total! Nossa que libertação, parar de reclamar de mim mesma, que libertação poder agradecer as coisas boas que sou! Como disse, isso não foi de um dia para o outro, foi uma construção de um novo relacionamento comigo mesmo, um relacionamento cheio de compreensão com meus defeitos, um relacionamento onde me permito errar, me permito consertar e me permito acertar. Um relacionamento onde me valorizo, onde dou 100% para melhorar cada dia mais, onde me permito aprender tudo que eu tiver vontade, onde sou totalmente sincera comigo mesma. Volto a dizer: nada disso é fácil e muito menos é do dia para noite, mas quando você se doa para amar tenho certeza que todo esforço vale a pena!!!

    Esses dias li uma frase bem bacana que dizia: “Amar a si próprio é o início de um romance para vida toda”. Eu estou em um lindo romance para vida toda e te convido você, caro leitor, a começar um romance com você mesmo também! Comece com um flerte, depois uma ficada, se peça em namoro, noivado e então em casamento e viva esse maravilhoso romance!!!

    E como diz a bela canção de Renato Russo: “Ainda que eu falasse a língua dos homens,
    e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria”.

    Ainda por amor próprio e amor ao próximo eu peço a todos que estão lendo que assinem e compartilhem em suas redes sociais  a petição Permanência do Avonex no SUS, esse remédio é utilizado por muitos de nós portadores de esclerose múltipla e precisamos que ele continue sendo fornecido pelo governo! O link para assinatura é: https://secure.avaaz.org/po/petition/CONITEC_Permanencia_do_Avonex_no_SUS/?aBoWMib

    Com muito Amor em meu coração me despeço de todos com um enorme beijo e a certeza que o Amor pode nos curar!

     

    Camilla Spinelli

    Camila Spinelli

    Olá, meu nome é Camilla Spinelli de Castro, tenho 30 anos, sou portadora de esclerose múltipla desde 26 anos! Sou casada desde 2011, meu marido é maravilhoso, com uma linda e amada filha de 4 patas  de nome Tequilinha que é minha paixão!

    Tenho uma família incrível a melhor que poderia ter e amigos sensacionais que super me apoiam e estão ao meu lado na alegria e na tristeza!

    Sou administradora por formação e apaixonada e sonhadora por vocação!

    Desde que fui diagnosticada procuro de alguma forma fazer por menos que seja pouco, alguma diferença na vida dos portadores de EM!

    Espero que com meus relatos eu consiga encorajar muita gente a buscar o tratamento adequado, transmitir  informações com qualidades e mostrar que não estamos no fim do túnel!

    Leave a reply →

Leave a reply

Cancel reply