Refletir e viajar

Falo a verdade quando digo que não gosto de viajar; não gosto mesmo, mas gostei de ter viajado agora. Gostaria como sempre de fazer algumas reflexões a respeito como “quebradinha” cadeirante. Nunca fico entusiasmada para viajar, mas me propus a uma “aventura “. Claro, tive apoio desde o começo, da minha turma de viagem, minha

FADIGA

O dia começa e sempre há tanto por fazer. Aí vem a lista de prioridades: médico, banco, escola da filha. Estamos no verão e com ele a fadiga chega mais rápido, deixando as pernas moles e uma sensação de exaustão, como se tivesse levando o mundo inteiro nas costas. Diante disso, sempre vem o pensamento

Celulares

Como o vício em celulares acaba com nossa educação   Não é para plagiar um texto, é pela importância do assunto que vamos tratar. Quem já não foi interrompido pelo seu interlocutor, para que ele verificasse suas mensagens  de zapzap? Às vezes sem graça, ele pede desculpas; é algo importante do qual ele precisa se integrar,

FORÇA, FÉ E FOCO

Hoje acordei com vontade de fazer coisas completamente diferentes. Andar por aí, tomar um sorvete sentar num parque e observar o movimento das folhas das árvores causado pela ação do vento. Pensamentos um tanto bucólicos e até românticos. Tenho de resolver várias coisas, não táo legais quanto o meu desejo. Comprar material escolar e uniforme

São Paulo

Lá na lataria velha da minha cachola, fiz um texto sobre a cidade de São Paulo. Enalteceria sua vocação de mãe acolhedora da mistura de muitas gentes, raças, cores, sotaques, hábitos? Ou de uma madrasta  que escolhe pela força do trabalho os selecionados pra desfrutar seus bens? Falaria de sua fundação remota ou de um sacerdote

A importância da ABEM em minha VIDA

Sou portadora de EM há 25 anos e leio sempre com muita atenção e carinho todas as postagens, depoimentos, perguntas, enfim, tudo que se refere a EM. Considero os blogs importantíssimos, porque trazem força trocam experiência e ajudam todos nós, andei pensando e como todos falam sobre a EM resolvi falar sobre a ABEM. Gente

Superando a EM – Parte 1

Tudo começou na minha adolescência, quando tive problemas na visão (embaçamento em um dos olhos). Nesta época eu não dei muita atenção, em pouco tempo ela ficou normal e eu não tive mais nenhum problema até 2010. Em Dezembro de 2010, na festa de confraternização de Natal da empresa onde trabalhava, minhas pernas deixaram de

Ano Novo II

E ele veio sorrateiro, invadindo a roda de amigos, as guerras políticas e as famílias reunidas. Chegou sensacional e pomposo, cheio de ideias e planos. E ele veio devagarinho na lentidão do tic-tac dos relógios, veio na noite escura quente ou gélida, chuvosa ou limpa… Veio aos corações atribulados com romances perdidos e nos calmos.

RENASCER

E começou chegou 2018. A princípio vem a vontade de renascer, como uma criança que vai começar a viver a partir dali. Porém, não é exatamente assim, já sou adulta, tenho problemas e responsabilidades. Os problemas não sumiram como um passe de mágica com a mudança da folhinha do calendário. Só resta encarar os problemas

Desejo de um ano novo

Quero um ano novo que se dissipe no infinito, cheio de graça e infortúnios. Quero um ano novo igual a esse, mas diferente. Quero nele, a capacidade e a oportunidade de fazer diferente. Aos quebradinhos, quero um ano novo, onde todos tenham soluções para seu diagnóstico, medicamentos e conhecimento. Desejo também rampas e calcadas onde