Sofrer

Agradeço a todos pela solidariedade que prestaram a mim, lendo e refletindo o texto passado. Este aqui é mais uma reflexão, um eco dos menus pensamentos. Desculpem o momento para mim não é bom. Vago por caminhos escuros e confusos, escrever me ajuda e fortalece o sentido de aprender. Todos nós, já tivemos momentos ruins,

O cansaço

O cansaço me assola, muito  e profundamente. Não é novidade para nenhum de nós os quebradinhos e também  para os não quebradinhos. Eu defino alguns cansaços. Há aquele cansaço físico, o saudável e o não muito saudável, resultante de atividades físicas, do trabalho físico e aquele definido pelas doenças, em especial pela esclerose múltipla. Aquele esgotante, que

Homenagem à família

Seguindo  algumas solicitações, tentarei escrever sobre a família e a participação na vida de quebradinhos ou não. Primeiramente, queria fugir dos clichês do que se escreve sobre família, mas, reparei que é muito difícil. A família é um  grupo de pessoas que habitam o mesmo teto; um grupo de pessoas com ancestralidade comum. Ou o que todo

A Tentação

Não sei se é bom ou ruim, mas tenho o hábito de ler jornal de manhã, sim; a velha imprensa escrita contempla minhas estapafúrdias ideias de manhã. Sou uma leitora um pouco desatenta, passo os olhos nas manchetes e demoro um pouco mais nas reportagens que me interessam e nas colunas. Adoro tirinhas também, mas

Cuidadores

Amigos (as) Não é todo mundo que precisa de um cuidador ou precisará, mas é factível na nossa vida que talvez precisemos desse profissional, na doença ou na velhice… O cuidador é um elemento curioso, necessário e  interessante. Explico-me. O cuidador, nem sempre é um profissional, pode ser um amigo, um parente ou uma pessoa de

Crianças e ciência

Amigos, hoje escrevo de novo sobre ciência. Vou tentar intercalar temas para não ficar muito chato o que eu escrevo, mais do que é geralmente (rsrsrs) Ciência é coisa séria, como vocês sabem. Não quero, entretanto, que vocês pensem que é inacessível. A educação científica deveria ser garantida a todo cidadão. As crianças, pela sua

Fraldas e Vergonha

Quebradinhos e não quebradinhos vou falar de um tema delicado para muitos, mas necessário e, solicitado por pessoas muito conscientes. O uso de fraldas é tabu para muitos, mas eu resolvi, assim mesmo, dar uma escancarada no tema. Fralda, todos usamos quando pequenos, uns largaram as fraldas obrigados, uns com uma forcinha dos pais e  outros

Hospitalização e afins

Caros leitores, esclerosados ou não, Internação  em hospital algum dia já fez parte de sua rotina. Primeiro, antes de ir ao pronto-socorro, você pensa um milhão de vezes, se você realmente deve ir lá, porque seus sintomas podem desaparecer num passe de mágica maluco ou golpe de sorte. Aí você vê que não é bem assim.

Tombos e pontos, cadeiras e bengalas.

Quem nunca levou um tombo, daqueles cinematográficos de morrer de vergonha ou de rir? Nós os Quebradinhos, somos experts nisso… Caímos de maduros, não porque a gente quer, enfim ninguém quer. Já caí caminhando da cozinha para o quarto, na rua…. Claro, já tomei uns pontos no supercílio, sim caí de cara no chão. Acredito

Ciência – parte2

Eu, aqui de novo. Hoje vou falar sobre a divulgação de resultados na ciência. Podemos ver nos meio de comunicação às notícias de novas descobertas de remédios, tratamentos e tecnologias… Mas alguém parou para pensar no que está por trás disso? Todas aquelas fases que descrevi no texto passado, a dúvida, as hipóteses, a metodologia,