• 11 DEZ 17
    • 45
    NOTA – FALTA DE MEDICAMENTO NO SUS

    NOTA – FALTA DE MEDICAMENTO NO SUS

     

    A ABEM, na qualidade de associação privada, autônoma e sem fins econômicos, é entidade que há 33 anos trabalha pela divulgação da EM, e suas terapias, bem como para prestar assistência e orientação às pessoas com Esclerose Múltipla, seus familiares e toda a sociedade.

     

    Neste sentido, a ABEM tem trabalhado por melhores políticas para os pacientes com EM, através das ações de Advocacy, coordenada pela nossa advogada ,Sumaya Caldas Afif, que é responsável pelo departamento institucional da ABEM em nível Brasil.

     

    Estas ações visam, não só o acesso ao tratamento medicamentoso, mas também ao tratamento por meio de reabilitação.

     

    Trabalhamos também pela integração entre as associações de EM por todo o Brasil e no mundo; por melhores políticas socioeconômicas, como empregabilidade, benefícios previdenciários, melhor aproveitamento do recurso do FGTS; pela divulgação da EM a fim de sensibilizar e chamar a atenção da sociedade para esta doença, ainda tão mistificada.

     

    Somente vamos conseguir construir uma sociedade mais justa e fraterna quando houve o engajamento de todos nestas ações de transformação da sociedade.

     

    Temos observado, pelas redes sociais, alguns depoimentos sobre a falta de medicamento de alto custo.

     

    Para que possamos ter números reais para fundamentar as ações junto ao governo, no que se refere à falta de medicamento, é necessário conhecer estes números mais de perto.

     

    Se você é usuário do SUS e recebe medicamento de alto custo para a EM, pedimos que envie um e-mail para estagio.juridico@abem.org.br , informando:

     

    Nome completo:

    CPF:

    Endereço:

    Local de retirado do Medicamento:

    Medicamento que utilizada:

    A quantos dias está sem o medicamento:

     

    Desta forma, vamos conseguir reunir informações para cobrarmos do SUS um posicionamento acerca da indisponibilidade dos medicamentos.

     

    Com estes números também iremos conseguir melhor acompanhamento e um plano de contingência para o SUS, a fim de evitar futuras interrupções no fornecimento.

     

    Contamos com a sua ajuda! #juntossomosmaisfortes

     

    Atenciosamente,

     

    Juridico ABEM

    Dra. Sumaya Caldas Afif – ( OAB 203452)

    E-mail:  estagio.juridico@abem.org.br

    Leave a reply →
  • Posted by Nayara Jaeger da fre on 11 de dezembro de 2017, 22:51

    Sem medicação faz uma semana, porto alegre rio grande do sul
    Betainterferona 1a30mcg 0,5 mg avonez

    Reply →
  • Posted by Nayara Jaeger da fre on 11 de dezembro de 2017, 22:51

    Sem medicação faz uma semana, porto alegre rio grande do sul
    Betainterferona 1a30mcg 0,5 mg avonez

    Reply →
  • Posted by Helena Cerino da luz Rieper on 13 de dezembro de 2017, 13:39

    Olá, moro na cidade de Sorriso Mato Grosso.
    Estou sem avonex há 5 semanas.
    Retiro a medicação na secretaria da saúde de Sorriso MT.
    Abraço

    Reply →
  • Posted by Eloá Graziano on 14 de dezembro de 2017, 13:40

    Olá,
    Sou de São Paulo, Zona Norte, gostaria de saber se alguém teria Avonex (betainterferona 1 a ) sobrando pra doar.

    Sem medicamento a 3 semanas amanhã (Sexta-Feira).

    Agradeço desde já!

    Obrigada!

    Reply →
  • Posted by Priscilla on 19 de dezembro de 2017, 16:35

    Priscilla Machado, 27 anos, Brasília. Tomo o acetato de glatiramer de 20mg, mas não está em falta em Brasília. Se eu puder ajudar de alguma forma, estou à disposição!

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply