• 31 MAIO 19
    • 4
    Mães heroínas

    Mães heroínas

    Chego sempre cedo no dia que tenho consulta no hospital da Clínicas porque há muita fila no ambulatório da Neurologia. Podia passar o texto inteiro descrevendo minhas sensações em relação ao local, às urgências e ao circo de horrores, que é tanta gente doente.

    Entretanto, – preferi falar de um segmento  esquecido no dia a dia, só referenciado um domingo por ano.

    São as mães do HC: falo sobre mães heroínas que acompanham seus filhos às consultas. São novas e idosas, e me preocupo mais em falar das mães das crianças da neurologia. São crianças com paralisia cerebral, com deficiências neurológicas: muitas não falam, não andam, babam e gritam. Estão impacientes aguardando sua consulta chorando. E as mães pacientemente aguardam, fazem de tudo para confortar seus rebentos. São mães-polvo, tem braços suficientes para mochila com fraldas, empurrar cadeira de rodas ou carrinho, bolsa e papelada: exames e prescrições. São mães que aceitam crianças com “buraco” na cabeça, a estenose encefálica.

    E as crianças grandes- maiores que elas próprias, em força e estatura.

    Por que são esquecidas em  sua dor e determinação?

    São mães heroínas, não sei de onde vem sua força, mas as admiro.

    Onde arranjam forças para embalar suas crianças mal “acabadinhas”?

    Eu as homenageio com simples palavras: queria eu alcançar esse patamar de bondade…

    Leave a reply →
  • Posted by Cecília on 31 de maio de 2019, 20:46

    Rê!
    Mais um texto excelente!
    Mães heroínas!
    Mães guerreiras!!
    Mães de fé!!!
    Para elas nada é impossível!
    À elas, nosso maior respeito e sinceros votos de força e felicidade.
    Acreditamos em vcs "mamães polvo"!

    ps: vc, assim como nossa mãe, são exemplos de mães-polvo de extrema bondade! Sempre presentes, nos acompanhando e nos ensinando no dia a dia. Vc pode não se lembrar, mas vc já carregou muitas coisas para nós e nessas horas já surgiram muitos braços inexistentes até então, rs. Volte à infância e relembre – sua bondade sempre foi infinita para conosco e todos à sua volta!

    Bjs e até o próximo texto!

    Reply →
  • Posted by Maria Rita Esteves Martins on 31 de maio de 2019, 22:12

    Adorei seu texto sobre as mães heroinas e fantasticas. Não conhecia o termo mãe-polvo adoreiii. Parabéns querida. Bjs

    Reply →
  • Posted by Sueli Galvão on 3 de junho de 2019, 12:35

    Rê, que texto lindo!
    São tantas dificuldades mas com certeza é o amor incondicional que fortalece e dá coragem a estas mães.

    Reply →
  • Posted by Aninha on 9 de junho de 2019, 04:15

    Poxa, Re, com esse texto eu chorei aqui…
    Sim, que dádiva divina eh a maternidade a ponto de trazer tamanha doação e abnegação, né…?
    Vc foi muito hábil em conseguir retratar a realidade dos momentos ali…
    Obgda mais uma vez porque isso nos faz pensar o quanto não devemos reclamar de pequenas coisas e o quanto realmente as mães são seres incríveis…
    Que Deus as abençoe sempre, especialmente essas que vivem momentos tão difíceis…
    Que o amor seja o remédio, o conforto e o milagre… Bjo gde, Re, muita força tb sempre nas suas consultas ali… Como amiga te acompanho em pensamento e coração!!! 🙂

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply