• 17 MAR 17
    • 1
    Inspiração – Blog da Daniela

    Inspiração – Blog da Daniela

    Costumo sempre pensar positivo e ser otimista, mas ultimamente confesso que está difícil. O calor intenso joga minha disposição lá para baixo. Além de tudo, as dores de cabeça e enxaquecas estão constantes.

    Diante desse quadro, fico me perguntando o que fazer, pois estamos no verão intenso, abafado e sufocante, não tem como alterar o tempo, está além de nossa capacidade e vontade.

    Sempre gostei do verão e do horário de verão, mas atualmente, estou sentido muito os efeitos negativos dessa estação do ano. Com o calor vem a fadiga, pressão baixa e dores de cabeça.

    Nesses dias, o que me conforta é a piscina. Moro numa casa e armo uma piscina plástica para a minha filha de cinco anos brincar. Claro que acabo caindo na água com ela.

    Parece pouco, quase nada, mas alivia muito o calor. Assim, durante o dia, fico até bem, já que tenho o privilégio de poder ficar na piscina. Porém, durante a noite, o calor judia. O calor é tanto, que às vezes não consigo dormir, sem contar as dores de cabeça e enxaquecas.

    Nesse início de ano, já fiquei de cama algumas vezes por conta de enxaqueca. Exercícios e meditação ajudam, mas não resolvem completamente.

    Muitas vezes, não tenho vontade de sair da cama, mas penso em tudo o que há pra viver, em todas as coisas que posso fazer e principalmente na alegria da minha filha. Ela é o sopro de vida, minha maior felicidade.

    Em tempos assim, quando encontro as condições mais adversas, reflito: é preciso reagir e agir. Ficar parada, esperando o tempo passar, sem fazer nada, não é uma opção válida. Então, me mexo.

    Se a dor é constante e forte, tomo remédio. Se não encontro forças em mim, olho para o lado e contemplo minha filha, cheia de energia e vida.

    Nesses dias complicados o que vale é não desistir e pensar nas possibilidades e não nas impossibilidades. De novo, vale pensar: “o que posso fazer hoje?“, “como posso fazer?”.

    Viver não é tarefa fácil, mas é muito prazerosa e gratificante. Por essa razão, resistir é a melhor opção sempre.

    Os dias ruins não duram para sempre. O que é certo é que sempre podemos mudar e melhorar. Assim como eu encontro inspiração e fôlego na minha pequena, cada um deve buscar seu próprio motivo para resistir e viver. E acredite, cada um de nós tem suas inspirações!

    Leave a reply →
  • Posted by glaucia on 17 de março de 2017, 20:31

    Oi Daniela boa tarde!
    Descobrimos essa semana que minha irmã de 17 anos é portadora de esclerose múltipla…gostaria muito de conversar com alguém na mesma situação…pois temos muitas dúvidas e moramos em macapa no Amapá onde não se sabe de nada dessa doença…por favor nos ajude tenho zap é 96 991165020.

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply