• 25 FEV 14
    • 0

    E

    Electroencefalograma
    Teste de diagnóstico que mede a atividade elétrica do cérebro.

    Enzima
    Proteína que aumenta a velocidade de uma relação biológica particular. Este aumento de velocidade é de grande magnitude (catalizador orgânico). A maioria das enzimas também te um grupo prostético que contém um mineral reativo, tal como o ferro, zinco ou cobre.

    Extensor
    Músculo que atua esticando ou endireitando uma parte do corpo.

    Espasticidade
    Perca da elasticidade normal nos músculos das pernas e/ou braços como resultado da doença nos sistema nervoso central. Resulta muitas vezes numa rigidez extrema dos músculos.

    Esclerose
    Endurecimento do tecido. Na EM, a esclerose é a substituição pelo corpo da mielina perdida à volta das células nervosas do SNC com
    tecido cicatricial.

    Esclerose Múltipla (EM)
    Doença que envolve o cérebro e a espinal-medula, na qual surgem lesões ou perca da camada de mielina dos nervos (desmielinazação). A desmielinização pode ser de várias dimensões – desde o tamanho de uma cabeça de alfinete ao de uma ervilha, ou maior. Os sintomas dependem da localização das placas de desmielinização.

    EM Benigna
    Caracterizada por dois ou mais ataques com remissões seguidas por uma recuperação completa e pouca ou nenhuma acumulação de incapacidade. Os ataques podem ter intervalos de vários anos entre eles, dificultando o diagnóstico. Cerca de 25% de todos os portadores de EM têm este tipo de EM. Alguns portadores de EM benigna podem eventualmente entrar numa fase progressiva. A EM benigna é um dos quatro tipos de EM (primária progressiva, por surtos, secundária progressiva).

    EM por surtos
    Um dos quatro tipos de EM (benigna, primária progressiva, secundária progressiva), caracterizada por surtos seguidos de períodos de remissão com recuperação completa ou quase completa. A incapacidade geralmente acumula-se gradualmente ao longo do tempo.

    EM Secundária Progressiva
    Por vezes, as pessoas que têm a doença na forma por surtos podem ver que os sintomas aumentam ao longo do tempo. Pode ser que os sintomas que ficam após cada surto aumentam ao longo do tempo, ou o padrão dos surtos pode ser substituído por um padrão progressivo.

    EM Primária Progressiva
    Os portadores deste tipo de EM geralmente não têm surtos distintos, remissões, ou recuperação, mas ficam progressivamente mais incapacitados ao longo do tempo. Esta forma de EM é mais comum em pessoas que desenvolvem a doença após os 40 anos de idade (cerca de 25% de todos os portadores de EM). A EM primária progressiva é um dos quatro tipos de EM (benigna, por surtos,
    secundária-progressive).

    Leave a reply →