• 23 MAR 18
    • 12
    Duas considerações

    Duas considerações

    Consideração um -projeto conscientizaCAO

    Minha amiga tem um projeto de conscientizaCAO. Assim mesmo, com letra maiúscula mesmo , de CÃO. Vou detalhar depois a essência dele. A ideia é mais profunda mesmo. Não adianta sentir pena dos pobres animais, dizer que ama de paixão, que simpatiza. É preciso conhecer para abraçar uma causa.

    Fiquei pensando, por que o nome conscientizaCAO? Por que projeto?

    Projeto porque penso sempre em construção, sempre em aperfeiçoamento, porque se têm planos e diretivas para ele. Conscientização  é o ato de tornar consciente, ou seja, informar alguém ou receber uma informação a respeito de determinado assunto, por exemplo.

    A conscientização consiste na ação de tomar conhecimento de algo, sendo que a partir de então, hábitos e atitudes poderão ser alterados para que possam se ajustar à nova realidade conhecida.

    Entre alguns dos principais sinônimos de conscientização estão: informação, percepção, alcance, compreensão, descortino, antevisão e mentalização.

    Tão importante é a conscientização, para conseguirmos os objetivos; mas quão inglório o processo. Quanta luta, no caso dela pela proteção  do animalzinho e castração, quanta luta para alcançar a mente e coração das pessoas.

    Luta que passa pela informação, reflexão e ação do conscientizado. Conscientizar é possibilitar a escolha, é informar, dispor para meditar, num estado de entendimento. Conscientizar é formar. Conscientizar é prever.

    Já pensou que toda pessoa pode fazer isso? Até nós, os quebradinhos.

     

    Consideração dois – a surpresa

    Às vezes , na vida surgem surpresas, fatos que não esperamos; fatos  que aparecem para nossa alegria ou tristeza. Penso o seguinte: não adianta ficar matutando, ruminando em pensamentos sobre o que aconteceu, aquelas perguntas, o que fiz de errado

    Na maioria das vezes, enchemo- nos de preocupação e gastrite. A resposta, está no desfoque da situação, nosso foco está falhando. E além do que só podemos compreender uma situação, sobre nossa condição humana limitada; por isso, às vezes não nos compete descobrir razões, mas apenas saber lidar com a situação.

     

    Vamos sair de nossa história de vidinha comodista. Conscientizar-se no trânsito, conscientização sobre os animais, sobre o ambiente, sobre a doença.

    Não seja tão quebradinho, alguma cidadania podemos exercer, e se a vida vier de assalto, lute para conscientizar e afastar essas situações surpresa. A vida prega peças, mas sem elas, que graça teria?

     

    “Conhecer não é demonstrar nem explicar, é aceder à visão”

    Antoine  de Saint-Exupéry

    Leave a reply →
  • Posted by Maria Rita Esteves Martins on 23 de março de 2018, 19:33

    PARABÉNS pelo belo texto.

    Reply →
  • Posted by Célia Elisabete Pazin Rossi on 23 de março de 2018, 20:28

    Como é gostoso ler o q você escreve Regina. Adoro seus textos, aprendo muito, enriquece meu vocabulário, e me torno mais conciente, este texto você deixa bem claro p todos ter consciência para agir e não somente ter dó…. parabéns

    Reply →
  • Posted by Erika Mimura on 23 de março de 2018, 23:15

    Amei o texto, querida!
    Você se supera!!
    Bjs

    Reply →
  • Posted by eliane lopes sanches on 24 de março de 2018, 12:47

    Rê parabéns.
    Você é uma pessoa muito especial.
    Dizeres tão profundos são caracteŕísticas suas.
    Gosto do que escreve e aprendo muito com os seus dizeres.
    Você e muito importante na minha vida

    Reply →
  • Posted by eliane lopes sanches on 24 de março de 2018, 12:47

    Rê parabéns.
    Você é uma pessoa muito especial.
    Dizeres tão profundos são caracteŕísticas suas.
    Gosto do que escreve e aprendo muito com os seus dizeres.
    Você e muito importante na minha vida

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply