• 18 JAN 19
    • 11
    Desprezo pela humanidade

    Desprezo pela humanidade

    “…há momentos em que o desprezo pela humanidade nos cega para o que ainda merece ser salvo- João Pereira Coutinho -Viajando com Guliver”

     

    Às vezes me sinto assim, desprezando minha humanidade e de outrem.

    Às vezes são atos não honrosos bobos, como furar uma fila, ou ver um não deficiente usando uma vaga por direito de algum quebradinho. Não honrosos e importantes.

    Por vezes são atos deploráveis como uma paulada num cachorro, e, algumas vezes, são execráveis como um assassinato.

    Como podem existir ações que nos tornam capazes de acreditar na natureza humana?

    Ainda assim, temos que acreditar que nosso desprezo é tão imperfeito, que podemos ser salvos por enxergar um pouco além.

    Que força é essa que cega para aquilo que merece esperança?

    A revolta é o algoz, da nossa cumplicidade.

    Será que todos odeiam assim a humanidade ou só eu odeio? É um sentimento geral? Ou uma tentativa exclusiva minha, digna de nota ou sem relevância?

    Concomitantemente, me traio com um sorriso inocente de um belo gesto humano.

    Como podemos lidar com tanta contradição?

    Amo a humanidade, mas a desprezo tanto?

    Não, não nos deixemos cegar pelo desprezo, embora por vezes merecido; de tudo, somente podemos acreditar sempre.

     

    Leave a reply →
  • Posted by Edilaine t p bortolai on 18 de janeiro de 2019, 19:23

    Parabéns, Regina,por mais um texto maravilhoso!!

    Reply →
  • Posted by Maria Cecília Ordonez de Andrade e Silva on 18 de janeiro de 2019, 19:36

    Querida,se fosse possível eu afastaria TODOS os animais dos seres humanos.Vc não está sozinha em se sentir assim.

    Reply →
  • Posted by eliane lopes sanches on 18 de janeiro de 2019, 19:44

    Pensei que era só comigo que acontecia isso.
    Me pego até pensando se não seria pecado pensar assim das pessoas.
    Mas vejo que é a desilusão em relação aos atos das pessoas.
    Acho que somos normais.

    Reply →
  • Posted by Maria Rita Esteves Martins on 18 de janeiro de 2019, 21:43

    Regina meus parabéns pelo lindo texto. As vezes fico odiando a humanidade e saber que não conseguimos mudar a tal Humanidade.

    Reply →
  • Posted by Rosiris on 18 de janeiro de 2019, 22:19

    Cada dia eu me surpreendo com certas atitudes do ser humano.
    Excelente texto!!! Parabéns!!!!!

    Reply →

Leave a reply

Cancel reply