• 24 FEV 14
    • 0
    Como é diagnosticada?

    Como é diagnosticada?

    foto4

    Os sintomas podem ser brandos ou pouco perceptíveis, o que faz com que a pessoa sequer procure o médico, ou seja, pouco valorizado inicialmente.

    Outras doenças do sistema nervoso podem provocar sintomas similares aos da Esclerose Múltipla dificultando o diagnóstico.

    O profissional mais indicado para diagnosticar a EM é o neurologista. O diagnóstico deve estar baseado em uma história sugestiva onde sintomas aparecem dentro de um tempo e espaço (isto significa que dentro do raciocínio médico consegue-se detectar regiões diferentes do sistema nervoso acometido com o decorrer do tempo), além de um exame neurológico bem detalhado.

    Após a hipótese deve ser o indivíduo submetido a exames complementares comprobatórios.

    Os critérios básicos são:
    Evidência de múltiplas lesões no SNC
    Evidência (clínica ou paraclínica) de pelo menos dois episódios de distúrbio neurológico num indivíduo entre 10 e 59 anos de idade
    Os exames solicitados pelo médico neurologista para auxiliar no diagnóstico são:
    Ressonância Magnética de crânio e coluna em niveis cervical,toracico ,lombar ( em alguns casos )
    Líquor onde o fluido que banha o SNC é retirado para exame
    Potencial evocado que mede a condução nervosa no seu trajeto visual, auditivo, motor e sensorial)
       
    Leave a reply →