• 27 SET 18
    • 9
    Clipping Advocacy – Setembro 2018

    Clipping Advocacy – Setembro 2018

    Olá Querido leitor!

     

    E sempre uma alegria contar para você o que está acontecendo no cenário nacional e quais são os nossos planos. Em 30 agosto, quando comemoramos o dia Nacional da Esclerose Múltipla, lembramos em muitas ocasiões que um diagnóstico não nos define, e que a esclerose múltipla pode ser gerenciada, tornando seus portadores cidadãos ativos para a sociedade.

    Assim já precisamos vislumbrar um PCDT que contemple o Ocrelizumabe, para tratamento de EM remitente-recorrente (RR) e primariamente progressiva (PP), e o Alemtuzumabe indicado para o tratamento de pacientes com formas reincidentes de EM, assim para diminuir ou reverter o acúmulo de incapacidade física e reduzir a frequência de manifestações clínicas.

    Como também a atualização dos critérios de diagnósticos para a revisão de McDonald (2010/2017), em que somente uma ressonância permite o diagnóstico de EM. O que nos levaria a uma redução no tempo de início do tratamento, evitando assim a evolução da doença.

    Nossa batalha agora será por um PCDT que deixe para traz o conceito de linhas de tratamento para que possamos alcançar um PCDT aberto.

    Mas enquanto não temos esse PDCT, neste clipping você vai ler sobre muitos assuntos. Peço atenção especial para 3 assuntos:o tabagismo e a CONITEC, a necessidade  de vacinar e a falta de medicamentos no mercado. Nesses 3 assuntos podemos ser protagonistas e influenciar de forma positiva nossa família, amigos e todos que interagem conosco.

    Lembrando sempre a importância da sua participação. Colabore conosco, queremos que você esteja engajado na causa da Esclerose Múltipla.

    Envie sua sugestão de pauta para estagio.juridico@abem.org.br e ajude-nos a construir o próximo clipping!

     

    NOTICIAS DE DESTAQUE:

    • CONITEC:

    O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento gratuito para fumantes. Para ter acesso ao tratamento, a população deve procurar as Secretarias de Saúde de seus Municípios para obter informações sobre os locais para o tratamento. São disponibilizados pelo Ministério da Saúde a goma de mascar, a pastilha e o cloridrato de bupropiona. O uso do medicamento é um recurso adicional no controle do tabagismo, já que a abordagem comportamental se mostrou insuficiente nos pacientes com elevado grau de dependência à nicotina.

    Assim se você tiver amigos e familiares indiquem, pois, tabagismo é muito prejudicial à saúde.

     

    Publicado no novo PCDT para doença de chagas que esta vindo em um momento importante quando a região norte esta sofrendo com um surto da doença. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde há cerca de um milhão de pessoas infectadas pela doença de Chagas. Ela é uma condição infecciosa crônica causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi que é transmitido pelas fezes de um inseto (triatoma) conhecido como barbeiro. O nome do parasita foi dado por seu descobridor, o cientista Carlos Chagas, em homenagem ao também cientista Oswaldo Cruz. A doença possui duas fases, aguda e crônica, com sintomas diferentes em cada uma delas. A aguda é caracterizada clinicamente por síndrome febril prolongada com poucos sintomas e vermelhidão no corpo, semelhante a uma alergia que dura pouco tempo. Em alguns casos, pode haver comprometimento cardíaco e do sistema nervoso central. Entretanto, formas graves da doença aguda são menos frequentes ou pouco registradas. Na crônica, os portadores podem apresentar os sintomas muitos anos depois de ter sido infectados, tais como: problema no sistema digestivo, desmaios, palpitações e dores no peito

     

     

    Consultas publicas: há duas consultas:

     

    1. Para Sunitinibe ou pazopanibe para o tratamento de pacientes portadores de carcinoma renal de células claras metastático.
    2. E uma para hepatite alem da inclusao de um novo medicamento:

     

     

    MINISTERIO DA SAUDE (MS):

     

     

    A campanha pela vacinação continua firme e forte!

    Sempre trabalhando para que o brasileiro se alimente melhor e tenha mais saude:

     

    • ANVISA: Fique sabendo que ANVISA orienta sobre a importação de medicamentos para pessoa física e com destaque ao canabidiol, consulte no sitehttp://portal.anvisa.gov.br/importacao-por-pessoa-fisica

    Por que não encontro meu medicamento no mercado?

    Fique sabendo que ANVISA orienta sobre a falta de medicamentos, que pode ser por vários motivos e o fabricante tem a obrigação de notificar a ANVISA Se seu medicamento não estiver la denuncie:

    http://portal.anvisa.gov.br/descontinuacao-de-medicamentos

    ou:

     

    • NA CIÊNCIA E NA MIDIA:

     

    O ibudilast não está registrado no Brasil e tem seu uso aprovado em alguns países para a ASMA, mas a seu efeito pode ser benéfico para pacientes com  esclerose múltipla progressiva. Essa conclusão foi feita um estudo clinico que durou 96 semanas, envolveu 255 pacientes, dos quais 129 tomaram a medicação e 126 foi o uso de placebo e avaliou a eficácia foi a taxa de atrofia cerebral, através da medida da fração do parênquima cerebral (tamanho do cérebro em relação ao volume do contorno da superfície externa do cérebro). Outras avaliações forma a mudança nos tratos piramidais na imagem do tensor de difusão, a taxa de transferência de magnetização no tecido cerebral de aparência normal, a espessura da camada de fibras nervosas da retina e atrofia cortical, todas as medidas de dano tecidual na esclerose múltipla.

    Os resultados mostraram que o uso ibudilast esteve associado à progressão mais lenta da atrofia cerebral do que o placebo, apesar das a taxas mais altas de efeitos colaterais gastrointestinais, cefaleia e depressão.

     

    Sumaya Afif

    Jurídico Institucional | Advocacy

    Apoio:

    Leave a reply →

Leave a reply

Cancel reply